Dubitare

A dúvida faz parte da vida e do crescimento humano. Só quem duvida pode aprender, pode ser instigado pelo saber e pela sede de conhecimento, procurando soluções para seus anseios. Diz-se que o sábio duvida e o tolo tem certezas. Concordo, pois enquanto o sábio se dispõe de seu saber pré formado na busca do conhecimento, o tolo advoga-se como alguém que sabe tudo e não precisa aprender mais nada.

Neste sentido, Sócrates cunhou uma de suas frases mais famosas, “só sei que nada sei”, descobrindo-se como o homem mais sábio de sua época por saber pelo menos uma verdade: que nada sabia, ao passo que muitos outros achavam que sabiam algo quando na verdade não, permanecendo ignorantes de sua própria ignorância.

Não é vergonhoso ter dúvidas, pois a dúvida faz parte da própria natureza humana e do que constitui o ser humano. A dúvida é a porta de entrada do saber, a antecipação do conhecimento, o prólogo da sabedoria. Só quem tem dúvidas pode se abrir ao desconhecido e ao insondável, abrindo assim um leque de possibilidades de desenvolvimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s