Somos ação, não estado.

Somos ação, não estado. Somos, e não simplesmente estamos sendo. Não se pode julgar uma pessoa baseado em especulações do que ela é por aquilo que demonstrou ser, pois o que ela é verdadeiramente, ou seja, sua essência, é mais do que o percebido.
Não somos o que demonstramos, mas o que demonstramos revela algo do que somos. Nossa essência está em contínua formação e, enquanto existirmos, ela continuará a se formar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s